31 dezembro, 2007

Distorção Corrosiva

Chegou o final de ano.

É como se o tempo fosse acabar..

Parece que tem algo de real nisso!?!?!

Um calendário inventado, que poderia ter qualquer outra periodicidade.

Apenas uma questão de contrato social, sem empresa.

Podemos então terceirizar a responsabilidade da procrastinação (...agora só iremos tratar esse assunto no ano que vem... Você sabe esta todo mundo se preparando para as festas...), a preguiça e outras extraordinárias qualidades que nunca assumimos.

Porque não paramos também de respirar e comer?

Afinal, somente neste ambiente de falsa confraternização existe espaço para o “Happy Hour” justificado, o flerte despercebido, a zona dissimulada.

-Neste Natal, lembre-se de mim !!

Bordão sentimentalista, porem egocêntrico...

Que tal uma substituição mais altruísta:

-Neste Natal, lembre-se de você !!

Trabalhe dobrado para garantir paz e prosperidade mesmo nas férias.

De um bom livro de presente (é preciso muita garimpagem!!)

Coma com qualidade, não com abundância (mais saúde!)

Compartilhe sua educação com alguém que merece dividir sua experiência equilibrada, não importa condição socioeconômica, religião ou raça ou time de futebol.

Estimule o verdadeiro espírito humanístico.

Não compareça à missa achando que a falsa e fugaz reflexão te redime da má conduta praticada, te apaga os pecados imaginados, nem te licencia a cometer atrocidades futuras.

Todos na igreja com semblante de fieis ardorosos: a garota que acaba de amaldiçoar a vizinha, o empresário que se apossou indevidamente do dinheiro alheio, o candidato que se auto promoveu fazendo alarde da sua doação filantrópica, mas de origem duvidosa, o crime organizado que diz defender a comunidade local, terceirizando a responsa da bala perdida...

Não são as “luzinhas” piscando, nem o desempregado ironicamente fantasiado de Papai Noel, nem arvore gigante de papelão, em praça pública que retratam ou induzem o espírito fraternal.

Enfim, a comemoração do Natal, não passa de uma coreografia comercial, onde à mesa se reúnem formalmente pessoas que não se esforçaram em dedicar um minuto do seu tempo para aquele de quem recebe um presente de grife. (sempre existem exceções...)

Faz se necessário viver mais equilibradamente durante todo ano e deixar apenas para o fim de ano, o abraço verdadeiramente falso.

Perceba que o ato de viver pode ser constantemente saboreado com decência e sem futilidades, ainda que condicionado ao aborto sem aviso prévio, pela implacável estatística da bala “perdida” ou pelo “chamado” de Deus.

Vamos comemorar a possibilidade de estar vivo no próximo instante, que de tão fugaz, já não é mais, pois se tornou um novo instante.

[mlfb]
Bookmark and Share
posted by mlbelem at 10:00 2 comments

23 dezembro, 2007

Boas Festas...

Bom Natal e muita alegria para todos nós em 2008.
Este é o desejo da familia Belem que ensaiou muito para gravar este vídeo:












Bookmark and Share
posted by mlbelem at 23:17 0 comments